domingo, 11 de janeiro de 2009

Loiça das Caldas, Portuguesa

Esta couve será dentro de algum tempo apenas peça de museu. Ofereci-a à minha mãe há muitos anos e voltou para mim. Está a desaparecer a geração que gostava destas peças e também a morrer o seu fabrico. A fábrica Bordalo Pinheiro das Caldas da Rainha, talvez a mais histórica, que fabricava este tipo de loiça está em risco de fechar e com ela morre mais um pouco do que é nosso.

8 comentários:

Cor de Mel disse...

Olá Isabel,
Na casa da minha mãe, também existe uma destas lindas couves!!
O pano do "post" abaixo, é sublime e uma verdadeira relíquia, sim senhor!
Beijinhos e boa semana para si,
Lia.

Faniquito disse...

Oii minha querida !!!

Voltei das férias.

E como gosto de vir aqui... sempre encontro posts que me causam boas emoções e recordações.:)

Adorei o post dos trajes típicos...eu adoro tamancos e minha mãe qdo eu chegava dizia...lá vem ela com as socas.E qdo eu usava um calçado mais "pesado" ela falava das chancas.:)

O paninho bordado é lindíssimo...tb tenho guardado alguns trabalhos bem antigos... qualquer hora dessas mostro.

Tá vendo ... cheguei toda tagarela e adorando as suas novidades.

Beijinhos

Ana

Paula disse...

P A R A B É N S ! ! ! ! ! ! ! ! ! !
Não sabia de nada, parabéns duplamente, agora vai ficar uma mulher muito mais rica.
Adorei a notícia!
Beijokas :)

princesa das arábias disse...

Olá.

Lá por casa támbém há couvinhas:)

Muito giras e simpáticas, coisas que nos tempos de hoje perderam o uso para peças mais simples.

Modernices :)

Bjokas grandes

e um feliz ano de 2009

Maria Tavares disse...

Olá Isabel,
cá em casa também existiram umas couvinhas, aliás acho que ainda há uma, eram as tijelinhas para comer a sopa. Ainda este ano comprei mais umas peças muito bonitas na loja Bordalo Pinheiro, e infelizmente agora sabe-se que é mais uma fábrica que vai, provavelmente, fechar. É uma pena porque tem coisas muito bonitas. Como tenho por ali uma casa acho que vou passar pela loja na próxima vez que lá for. Como dizia uma senhora nas notícias "antes que feche"

Beijinhos
Maria Tavares

disse...

Eu quero...que louça linda e diferente, deve ser bem antiga.

Sonia disse...

Oi
A minha mae tambem tem uma couve dessas, até lhe vou perguntar onde ela arranjou.
Beijos
Sonia

NIni Carreira disse...

Para me entreter, e por acaso, abri o seu Blog. Quero dar-lhe os parabéns.
Gostei particularmente que tivesse publicado esta peça de cerâmica da região das Caldas da Rainha. É a minha zona e trabalhei 22 anos numa cerâmica, que entre outras peças também produziu terrinas, saladeiras e travessas em couve. Infelizmente a empresa já encerrou. Esperemos que a Bordalo Pinheiro tenha uma mãozinha de quem quer que seja, para que esta arte tão tradicional não morra.
Bem haja pelas suas palavras e por tudo o que a senhora põe neste seu blog. Mais uma vez PARABÉNS.